O seu Sommelier de Chá.

Frete Grátis nas compras acima de R$ 299. Queridos Tea Lovers, não fazemos entrega na Zona Rural
Quem Somos   |   Parceiros   |   Contato

WhatsApp

 

Produtos em promoção

Conheça 5 dos principais produtores de chá no mundo

Você sabe onde estão localizadas as maiores plantações de Camellia sinensis, a planta que deu origem ao chá? Conheça, com a gente, 5 dos principais produtores de chá no mundo!

Benício Coura, nosso Sommelier de Chá, em visita à plantação da Yamamotoyama do Brasil, parceira da Chá Dō.

Considerada a segunda bebida mais consumida no mundo, após a água, ela foi descoberta há milhares de anos na China. Hoje, cerca de 3 bilhões de xícaras de chá são consumidas por dia!

Porém, nem sempre os maiores consumidores, são também produtores. Nomes importantes na história da popularização do chá, como Reino Unido e Estados Unidos, são grandes importadores.

Embora o cultivo do chá ocorra em dezenas de países, alguns deles ganham destaque pelas toneladas cultivadas.

Os principais países produtores de chá

De acordo com dados do IndexBox, em 2021 foram produzidos 6,8 bilhões de quilos de chá no mundo, registrando um crescimento global por 15 anos consecutivos na ordem de 3,7% ao ano.

Em faturamento, o mercado de folhas de chá equivale a 27 bilhões de Dólares, que somado aos extratos e bebidas prontas, totaliza 311 bilhões de Dólares.

Deste total, China, Índia, Quênia, Sri Lanka e Turquia foram responsáveis pela produção de mais de 80% do volume total de chá.

Participação em % do volume de produção (2021) - Fonte: IndexBox.

1º lugar: China

A China não é apenas o berço do chá, onde foi descoberto, mas também o maior produtor do mundo, com 3 bilhões de quilos em 2021, correspondendo a 45,3% da produção total.

Com uma atividade 2 vezes maior do que a do 2º colocado no ranking, a Índia, o chá emprega mais de 115 milhões de pessoas na China.

A China produz alguns dos melhores chás do mundo, como o raro, delicioso e imponente chá amarelo de Huangshan, na província de Anhui; o chá branco Bai Mu Dan de Fujian, um dos mais famosos e, em algumas regiões, um dos mais consumidos; e o chá escuro Pu-erh de Yunnan, um dos mais nobres dos dark teas.

Além de ser o maior produtor, a China é também o maior consumidor global em volume absoluto, respondendo por 41% do mercado.

Plantação de Camellia sinensis na China.

2º lugar: Índia

A Índia é o 2º maior produtor de chá, com 20,8% da produção mundial e 1,4 bilhões de quilos produzidos em 2021.

A Camellia sinensis começou a ser cultivada há mais de 100 anos na Índia pelos britânicos, em 1848, para competir com o monopólio da China.

Isto se deu a partir dos experimentos de Robert Fortune, um escocês que foi à China disfarçado de chinês e levou sementes a 80 especialistas em chá da Índia. Mas isto é outra história…

Inicialmente, as plantações de chá estavam localizadas em Darjeeling e Assam, e sua venda era centrada para a alta sociedade. Sua popularização ocorreu somente após a 1ª Guerra Mundial.

Em 1947, após sua independência, a Índia se tornou um dos maiores produtores e consumidores de chá.

O chai, como o chá é chamado na Índia, é considerado a bebida nacional do país.

Com a prática de misturar o chá (chai) com especiarias aromáticas (masala), iniciada na metade do século XIX, a Índia brindou o mundo com a criação do Masala Chai, um símbolo de boas-vindas das famílias indianas e uma pausa nos dias agitados.

Mais tarde, passou-se a misturar o leite na bebida, criando o Masala Chai Latte, uma bebida deliciosamente reconfortante.

3º lugar: Quênia

O Quênia produz cerca de 571 milhões de quilos de chá por ano, equivalente a 8,4% da produção mundial.

Há 25 anos, pesquisadores quenianos descobriram o Purple Tea ou chá roxo, quando o país encontrava-se em uma grande crise devido à concorrência internacional, apostando nesta variedade para diferenciar sua produção.

Devido às condições climáticas especiais e um cultivo particular, a planta Camellia sinensis produz a coloração roxa através de um antioxidante da família dos flavonoides, sem nenhum tipo de químico adicionado.

É a mesma substância que dá a cor violeta ou roxa à alimentos como a amora, a berinjela e a framboesa.

4º lugar: Sri Lanka

Conhecido como Ceilão, a terra dos leões, até sua independência do Reino Unido em 1948, a produção de chá no Sri Lanka corresponde a 3,9% da produção mundial, garantindo o 4º lugar como maior produtor do mundo, produzindo 265 milhões de quilos de chá por ano.

Os britânicos iniciaram o cultivo da planta Camellia sinensis na região em 1867, com o mesmo propósito da Índia, para competir com o monopólio da China.

Desde então, o Sri Lanka produz um dos melhores chás de origem do mundo, o famoso Ceylon Tea.

Hoje, a produção e exportação de chá são uma atividade econômica importante para o país, gerando emprego e renda para cerca de 1 milhão de pessoas.

A Chá Dō, em parceria exclusiva com a Hyson Teas, trouxe para o Brasil a qualidade premium do legítimo chá do Ceilão.

Para os amantes da Camellia sinensis que procuram por chás premium de folhas soltas ou chá de saquinho piramidal, esta infusão de altíssima qualidade será uma incrível jornada sensorial.

5º lugar: Turquia

O cultivo e a cultura do chá na Turquia se devem, principalmente, ao fato da região estar localizada no meio das antigas rotas de chá e pela escassez e encarecimento do café após a 1ª Guerra Mundial.

A Turquia é a nação que mais consome chá per capita no mundo, com cerca de 4kg de chá por ano por pessoa, conforme estudo elaborado pela FAO (Food and Agriculture Organization of the United Nations).

No ano de 2021, 251 milhões de quilos de chá foram produzidos na Turquia.

Apesar da grande produção, equivalente a 3,7% do volume mundial, cerca de 95% é consumido pela população, razão pela qual o país não figura na lista dos 10 maiores exportadores mundiais.

A principal família do chá produzida na Turquia é a do chá preto, cultivado principalmente na pitoresca província de Rize, região rural onde foi plantado pela primeira vez em 1940.

E o Brasil?

Você sabia que o Brasil também produz chá de excelente qualidade?

Atualmente existem 4 produtores de chá no Brasil: a Amaya Chás, o Sítio Shimada, o Sítio Yamamaru e a Yamamotoyama do Brasil.

Amaya Chás
Sítio Shimada
Sítio Yamamaru

Toda a plantação de Camellia sinensis está localizada no interior do estado de São Paulo, sendo que a Yamamotoyama está em São Miguel Arcanjo e os demais produtores no Vale do Ribeira.

Segundo o IndexBox, em 2021 foram produzidos 7,5 milhões de quilos de chá no Brasil, com faturamento no mercado de folhas na ordem de 74 milhões de Dólares.

Somando extratos e bebidas prontas à base de chá, esse total sobe para 16 bilhões de Dólares, com tendência de crescimento de 25%, entre 2019 e 2024, fomentado por uma busca por hábitos e alimentos saudáveis.

Isto, sem abrir mão de consumir uma bebida saborosa e, no caso do chá, cheia de história.

Aproveite e conheça a história do chá no Brasil com a Chá Dō!

Compartilhe!

Facebook
LinkedIn
Twitter
Pinterest
Email
WhatsApp
BENICIO ANTONIO COURA

BENICIO ANTONIO COURA

Quer saber mais sobre esta maravilha da terra?

Vem com a gente! Leia também:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é cerderberg-e1711807969587-1024x442.jpg

Rooibos, o desconhecido tesouro africano

No vasto universo das infusões existe um tesouro valioso que merece nossa atenção, seu nome científico é Aspalathus Linearis, mas costumamos chamá-lo de Rooibos.  Originário

Promoção Mês dos Pais na Chá Dō

Para o Dia dos Pais, preparamos um mês inteiro de promoções para você celebrar momentos de felicidade e bem-estar regados a muito chá, com seu querido paizão!

Receba o melhor conteúdo de chá em seu e-mail

Assine nossa newsletter e fique informado sobre esta bebida que amamos.

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Promoções toda semana

Chás e acessórios com desconto

Frete Grátis para todo Brasil

Nas compras acima de R$299

Até 3x sem juros no cartão

Sem parcela mínima

Compre com segurança

Site Protegido

Ícone WhatsApp. Clique para falar conosco.